Como escolher o notebook na hora da compra

1. QUAIS AS TAREFAS SERÃO DESEMPENHADAS NO SEU NOTEBOOK?

Essa é uma das principais questões que devem ser levantadas antes de começar a ler esse artigo e isso, car@ amig@, é com você. Primeiro, pense e anote: qual a finalidade do notebook? Não adianta investir em um notebook básico querendo que ele rode jogos que requerem alto desempenho. Do mesmo modo que não vale a pena comprar um super notebook para usá-lo somente para acessar emails e redes sociais. É por isso que existe uma infinidade de modelos que variam tanto nos preços quanto nas especificações.

Para uso leve – Navegar na Web, pagar contas on-line, verificar e mandar e-mail, acessar redes sociais, organizar e compartilhar fotos digitais.

Para uso médio – Fazer downloads de músicas e filmes, criação de documentos, tarefas no Excel e em outros aplicativos do Pacote Office.

Para uso avançado – Multitarefa com várias abas e programas, gráficos sofisticados, edição de fotos e produção de vídeo.

Para uso gamer – Para o bom desempenho de muitas atividades é necessário investir em um aparelho que possua uma tela de alta resolução, um processador mais rápido, mais memória do sistema. Esse é o caso de quem precisa de um laptop para executar jogos.

Outra questão bastante pertinente é quanto ao orçamento disponível. É preciso fazer um levantamento e chegar ao valor exato de quanto você está disposto a gastar por um notebook. Definidos esses pontos, sua pesquisa pode começar a ser feita com mais foco no que você precisa e de acordo com o que cabe no seu bolso.

2. TIPOS DE NOTEBOOKS

Para atender diferentes necessidades, existem alguns tipos de notebooks. Abaixo você confere cada um deles e já pode ter uma ideia de qual se encaixa melhor ao seu dia a dia:

Notebooks Windows – Estão disponíveis em uma enorme variedade de modelos com diferentes especificações.  Existem os modelos para você desenvolver trabalhos da faculdade, por exemplo,  até os mais avançados para edição de mídia.

modelos de notebooks windows

Notebook 2 em 1 – Esse modelo combina o melhor de um laptop e tablet num único aparelho. Nele, você pode digitar notas, ensaios e relatórios utilizando o teclado e, em seguida, transformá-lo em um tablet, para navegar na web ou  ler um livro.

modelos de notebooks 2 em 1

MacBooks – São ótimos para todas as tarefas, desde navegar na internet até trabalhos de design gráfico. Eles são construídos a partir de materiais de alta qualidade e possui sistema operacional OS X, que é exclusivo da Apple, e por isso também são menos suscetíveis a vírus. Se você está procurando um laptop com design bacana, processador de alta capacidade, alta resolução de imagens, esse pode ser uma ótima opção, mas prepare o bolso.

modelos de macbooks

Chromebooks –  Os Chromebooks  apresentam o sistema operacional Chrome OS, o que torna a navegação simples. É uma ótima escolha para o uso diário baseado em atividades simples na internet. Eles são os únicos computadores portáteis com acesso ao Google Play (a mesma loja de aplicativos usado por telefones Android). Sendo assim, você tem acesso a mais de um milhão de aplicativos junto com músicas, filmes e livros.

modelos de chromebooks

Notebooks para jogos – Projetados especialmente para games, esses modelos apresentam poderosos processadores e placas de vídeos dedicadas, que são necessárias para executar os jogos mais exigentes sem travar. Se você está começando a jogar, talvez um laptop Windows com especificações bacanas seja suficiente, já se deseja um modelo poderoso, essa é a pedida. Eles possuem alto-falantes potentes e maiores tamanhos de tela. Alguns também incluem teclas programáveis, teclados retroiluminados com códigos de cores e portas adicionais para conectividade conveniente.

modelos de notebooks gamers

3. TELA

O tamanho da tela, também deve ser pensado de acordo com a suas necessidades. Muitos pensam que quanto maior a tela, melhor (tipo igual TV sabe!?), só que no caso dos notebooks talvez não seja uma boa. Isso porque o tamanho do computador portátil também vai ser grande, o que dificulta a mobilidade e também aumenta o consumo de energia.

Se for somente para ser usado em casa, aí sim pode-se pensar em uma tela grande. Os tamanhos variam entre 11 e 17 polegadas. Os menores são ideais para quem está sempre se locomovendo com o aparelho e os maiores são ótimos para quem deseja usá-lo para jogos, editar vídeos, assistir filmes, etc. Outros aspectos importantes são: resolução, brilho, contraste, fidelidade de cor, sensibilidade ao toque.

A resolução implica diretamente na qualidade de imagem, por isso, quanto mais resolução, melhor é a imagem. As telas do notebook vêm em uma variedade de resoluções (medido em pixels, horizontal x vertical):

Tela HD –  A resolução 1366 x 768 é padrão em laptops tradicionais. Essa resolução é boa para navegar na internet, verificar e-mails e realizar tarefas básicas.

Tela HD+ –  Com  resolução 1600 x 900, é ótima para jogos casuais e para assistir filmes em DVD.

Tela Full HD – Se você pretende usar o notebook para trabalhar com design gráfico e edição de vídeo ou jogar, uma tela Full HD seria o mais indicado. Entretanto, um laptop com tela HD  e um monitor separado com tela Full HD também pode ser uma boa solução (verifique se são compatíveis antes de comprar!). A Resolução 1920 x 1080 permite que você assista filmes Blu-Ray e jogue  sem perder nenhum detalhe.

Tela Retina –  Possui resolução de 2304 x 1440, 2560 x 1600 e 2880 x 1800 e são encontrados em  notebooks da Apple  de 12 “, 13,3″ e 15,6 ”, respectivamente.

QHD (Quad HD) e QHD+ –  Conta com  2560 x 1440 e 3200 x 1800 de resolução,  que cria uma densidade extremamente alta de pixels. O resultado são detalhes ultra nítidos, o que a torna ideal para fotografia profissional e  trabalhos gráficos de alto detalhamento,  como por exemplo, filmes e jogos de alta definição.

4K Ultra HD –  A resolução de 3840 x 2160 possui quatro vezes os pixels de Full HD, o que cria cores ricas e imagens super detalhadas. Ótimo para visualização e edição de imagens, já que elas ficam  incrivelmente realistas.

Atualmente, a tela widescreen (maiores horizontalmente) está presente em praticamente todos os modelos de notebooks. Elas são melhores para a visualização de filmes e planilhas e também são úteis para diversos tipos de trabalhos e aplicações.

Quanto ao touchscreen, essa é uma função que vai muito de gosto. Pessoas que usam bastante o tablet e o smartphone podem sentir um diferencial com o recurso, porém, quanto a produtividade e performance, não tem muito a acrescentar. Essa função está disponível em muitos laptops Windows e pode ser adicionada a diversos Chromebooks.

Diferentes cores e níveis de brilhos são produzidos por diferentes tecnologias. Diversos modelos de notebooks empregam luz de fundo, que pode exibir cores brilhantes sem drenar a bateria LED. Se você planeja usar seu laptop para assistir filmes, escolha um display com um painel IPS para ângulos de visualização mais amplos. Telas com um acabamento brilhante geralmente proporcionam cores mais ricas e pretos mais escuros, enquanto fosco reduz o brilho, o que é ideal para quem  costuma trabalhar ao ar livre ou perto de janelas.

4. PROCESSADOR

Existe muitas opções de processadores, o que pode tornar a escolha de um deles um tanto quanto complicada. Um processador poderoso não é necessário na maioria das vezes, mas não é recomendável também um modelo ultrapassado. Escolha um que conte com recurso de economia de energia,  que ajuda a evitar o aquecimento e faz com que a bateria dure mais (ex: linha Intel Atom ou AMD Athlon Neo). No caso de você precisar de um processador potente, escolha um que possua um ou mais núcleos (ex: linhas Intel Core i3, Intel Core i5 ou AMD Athlon X2 Dual Core ). Veja abaixo alguns tipos:

Chips Básicos – Eles servem apenas para tarefas simples, como por exemplo, navegação na internet e produção de textos. Entre eles estão os chips AMD E, Intel Atom.

Processadores de desempenho básico –  Com um desempenho um pouco melhor que os chips, esses processadores já rodam joguinhos e aplicativos um pouco mais pesados. Entre os modelos estão: AMD A4, Intel Celeron e Intel Pentium.

Componentes Intermediários – Como os AMD A6, A8 e A10, bem como Intel Core i3. Esses são os ideais para quase todos os tipos de tarefas multimídia, incluindo reprodução de vídeos em 4K, jogos tridimensionais com qualidade superior e edição de imagens.

Processadores robustos – São modelos desenvolvidos para quem trabalha com uma grande quantidade de aplicativos e quer tranquilidade ao realizar suas tarefas. Entre os modelos estão o Intel Core i5 e Core i7 e também os chips especiais da série i7 com quatro núcleos (mais comuns em PCs gamer). Processadores desse tipo deixam o notebook com um preço consideravelmente elevado. A vantagem é que você provavelmente demorará mais para trocar de notebook.

5. PRINCIPAIS MARCAS DE PROCESSADORES

Processadores Intel®

Todos os MacBooks e grande parte dos notebooks Windows contam com processadores Intel. Os Core Series são os mais usados:

 Core i7 – é o processador  top de linha da Intel. Se destaca pela velocidade extremamente rápida e desempenho máximo nas tarefas e games. Também fornecem visuais em 3D surpreendentes e edição de vídeo e de fotos mais avançada.

– Core i5 –  esse é um dos processadores mais  comuns atualmente.  É ótimo para a maioria das tarefas desempenhadas pelo computador.

– Core i3 – esse processador de núcleo de nível de entrada é mais do que suficiente para as tarefas diárias de e-mail, Internet e produtividade. Também é bom para atividades comuns, como ouvir música.

Os processadores Pentium® e Celeron® da Intel também são comuns em laptops de menor valor. São suficientes para tarefas básicas de e-mail, internet e produção de texto, porém, a sua velocidade e capacidades de multitarefa são limitados em relação aos da família Core.

Processadores AMD

Duas categorias da AMD são mais comuns, a FX e A-Series que possuem um processador gráfico embutido no mesmo chip, assim como os chips de núcleo da Intel.

– FX – É ideal para jogos de alta performance e multitarefa pesada.

– A10 – Esse é o carro-chefe da AMD; possui alta velocidade e uma performance gráfica excepcional.

– A8 – Gráficos melhorados, desempenho permite jogos em 3D imersivo em HD.

– A6 –  Ideal para streaming leves de vídeo e possui boa qualidade de imagem.

– A4 – Desempenho responsivo para música, fotos e vídeo.

E-Series: é semelhante a processadores Celeron e Pentium da Intel, esses chips são indicados para tarefas básicas como email, navegação na internet e produção de texto.

6. MEMÓRIA RAM

A memória RAM também é um fator muito importante e que deve ser considerado de acordo com as suas necessidades. Para rodar o Windows 8, por exemplo,  é preciso que o notebook tenha no mínimo 1GB de memória RAM, mas o recomendável é que o laptop tenha pelo menos 2 GB de memória RAM. Assim ele conseguirá rodar aplicações sem travar e também não terá seu desempenho prejudicado.

No caso de quem usa o note com bastante frequência, mesmo que para atividades básicas, o ideal é investir em um notebook com 4 GB de memória RAM ou mais. Um computador top de linha possui 16 GB, entretanto, mesmo os profissionais que desenvolvem trabalhos como projetos tridimensionais, edição de fotos e até mesmo os gamers podem investir em um notebook entre 6 GB e 8 GB de memória RAM tranquilamente.

As configuração de 32 GB são já são encontradas aqui no Brasil, porém os preços dos aparelhos são bem altos. Se você acha que pode precisar de mais memória ao longo do tempo, pode escolher um modelo que permita expandir a memória RAM.

7. BATERIA

O tempo de duração de uma bateria tanto de smartphones quanto de tablets e notebooks ainda é considerado insatisfatório pelos usuários do mundo todo. Uma coisa é certa: para quem precisa usar o notebook somente na bateria constantemente, vale a pena investir em um modelo que ofereça baterias vendidas separadamente pelo fabricante, assim você sempre terá uma de reserva e nunca ficará na mão.

As baterias do tipo íons de lítio oferecem uma carga mais duradoura sem encarecer muito o valor do aparelho. Mas não tem como fugir, quanto mais a bateria durar maior vai ser o preço final do laptop, assim como todos os outros componentes.

A melhor saída é optar por um modelo que ofereça no mínimo 4 horas de uso contínuo para tarefas comuns (navegação na web, produção de textos e reprodução de vídeos). Para isso veja quais modelos oferecem maior autonomia de bateria, porém, tenha em mente que aquelas 10 horas prometidas não condizem com a realidade e diminuem rapidamente ao longo do tempo.

Um processamento poderoso, telas grandes, discos rígidos mais rápidos e entre outros componentes que melhoram a performance do computador drenam a bateria mais rapidamente.

8. PESO / MEDIDAS / PORTABILIDADE

O tamanho da tela, os tipos de dispositivos de armazenamento embutidos, a presença ou ausência de um CD / DVD ou Blu-Ray Player, entre outros fatores, influenciam no tamanho e no peso de um laptop. Nas especificações dos aparelhos é possível encontrar informação detalhada sobre as medidas e o peso.

Se você está sempre carregando (ou precisará carregar) seu notebook pra lá e pra cá, vale a pena prestar atenção nisso, pois quanto mais leve o aparelho, melhor será para ser transportado. Outro ponto é, que quanto mais leve o aparelho, com certeza mais caro ele será. Diante desse fator é bacana analisar o quanto você transportará o aparelho, se ele cabe na sua mochila e claro quanto você está disposto a gastar. Os notebooks geralmente se enquadram em três categorias de peso:

3 lbs. (aproximadamente 1.3 Kg) ou menos – Esses laptops simplificados são ótimos para estudantes e viajantes que precisam  executar tarefas de e-mail e navegar na internet.

4-5 lbs (entre 1.8 Kg e 2.2 Kg aproximadamente) – Fornece um equilíbrio entre potência e portabilidade, ótimo para os usuários que ocasionalmente trabalham em cafés ou aeroportos.

6 lbs (aproximadamente 2.7 kg) ou mais – esses equipamentos proporcionam um processamento poderoso e telas maiores, ideal para jogadores e profissionais que raramente usam seus laptops fora de casa.

9. ARMAZENAMENTO

Primeiramente é preciso saber que é em um HD onde tudo fica armazenado: músicas, fotos, programas e demais conteúdos. Os HDs que vem nos notebooks variam de 320GB a 1TB. Já os Ultrabooks e alguns modelos de MacBook costumam vir com SSD de 128GB ou 256GB.

A sigla HD vem da palavra em inglês Hard Drive, que significa Disco Rígido. O SSD significa Solid-State Drive, conhecido aqui como Disco de Estado Sólido. As partes do HD para notebook são móveis, e tem o tamanho maior, o que na prática significa maior espaço para mais arquivos. Já os SDD utilizam uma tecnologia mais recente, o que os torna mais velozes e resistentes fisicamente, além de serem menores, mais leves e silenciosos. Essa tecnologia é mais cara e por isso as marcas fabricam notebooks com SSD de menor capacidade de armazenamento em relação aos discos rígidos, para diminuir o preço do equipamento como um todo.

É preciso analisar mais uma vez suas necessidades nesse caso, em questão de espaço depende do que você pretende guardar. Se você costuma instalar diversos programas e acumula bastante arquivos como fotos, música e filmes, opte por um notebook de 500GB ou mais. Já se você usa o computador para  estudar, navegar na internet, dentre outras tarefas mais leves, um notebook de 256GB pode dar conta do recado. Pensando em economia, você pode investir em um notebook com HD, que custa menos, e que posteriormente pode ser trocado por um SSD, caso mude de ideia.

Não se esqueça também que existem vários serviços de armazenamento de dados na nuvem (cloud), o que pode sair mais barato e mais seguro no longo prazo, já que é uma forma de backup dos seus documentos.

10. PERIFÉRICOS

Periféricos são teclados, touchpad, webcam, etc. Existem alguns periféricos que melhoram ainda mais a sua experiência de uso, por isso também é importante ficar atento a essas questões na hora de escolher o seu notebook.

Se você vai comprar um notebook para jogos, existem aparelhos com teclados específicos para essa função, assim como teclados padrão ABNT para quem vai usar o aparelho para produção de texto, o que pode fazer toda a diferença na produção.

Existem diversos modelos de webcam, e se você faz vídeos utilizando-a ou faz vídeo conferências, vale a pena pegar um notebook com uma webcam melhor, ou então pode investir em uma separadamente.

Um touchpad grande pode agilizar muito as tarefas do dia a dia, e esse item é acompanhado de botões que possuem as mesmas funções das teclas de um mouse comum.

Há também a opção de comprar um mouse comum ou ergonômico separadamente, ou então um mini-mouse para facilitar o transporte. Cada vez mais as marcas estão produzindo laptops que não oferecem unidade de CD/DVD, pois isso diminui o tamanho e o peso. Os modelos mais compactos e leves dificilmente são encontrados portando esse recurso. Com a popularização de uso de pendrives e com os leitores de cartões de memória em laptops, esse componente já não é mais totalmente necessário.

11. CONECTIVIDADE

O que você vai conectar no seu computador? Se for usar alguns daqueles periféricos descritos no item anterior, como mouse, microfone, webcam, teclado etc, muitos deles utilizam entradas USB. Se você utiliza bastantes dispositivos USB, seja para o trabalho ou lazer, é importante adquirir um aparelho com 3 ou mais portas USB.

Fique atento se o notebook tem porta HDMI, essa vai permitir, por exemplo, a exibição de imagens de alta definição do laptop para um projetor HD ou televisor LCD.

Outra porta que pode ser muito útil é a Ethernet, ela possibilita que você conecte-se pela internet através de uma rede via cabo, caso precise. As redes sem fio atualmente estão em quase todos os lugares, porém, em uma eventualidade você pode precisar se conectar via cabo, e inclusive a velocidade de download da internet via cabo pode ser até o dobro da wi-fi. Apesar de ser um item bem comum, alguns notebooks, principalmente os mais finos vem sem esse componente.

Um leitor SD pode ser uma boa pedida, mesmo não sendo essencial, ele facilita a transferência de fotos de uma câmera digital por exemplo.

12. MARCA/ASSISTÊNCIA TÉCNICA

Entre as melhores marcas de notebook e também as mais conhecidas do mercado brasileiro estão: Apple, HP, Dell, Sony, Acer, Asus, Lenovo e Toshiba. Todas elas oferecem dezenas de modelos diferentes, por isso é ideal pesquisar o que mais tem a ver com você e o que mais atende as suas necessidades. Antes de comprar um notebook é importante que você verifique se a marca possui uma boa rede de assistência técnica na sua localidade, para que você eventualmente não venha a ficar na mão se precisar de peças ou serviços para seu note.

Vale a pena pesquisar, entrar em fóruns na internet, entrar em contato com as fabricantes via chat, email ou telefone (assim você também verifica se a marca oferece um bom suporte). Lembre-se que se você comprar um notebook bem comprado, ele pode durar de 5 a 8 anos nas suas mãos. Pesquise também em fóruns e artigos na internet se o modelo que você está pensando em comprar é um bom aparelho, se dá problemas, enfim, veja opiniões de quem já adquiriu o laptop.

13. GARANTIA/PREÇO

Outro aspecto que você deve ficar atento é quanto ao prazo de garantia. Adquira um notebook que ofereça no mínimo um ano de garantia, dois anos é ideal. Se atente pois alguns podem oferecer somente três meses, que é o mínimo que a legislação brasileira exige.

Depois que definir a marca e o modelo do notebook que quer comprar, fique de olho em diversas lojas do segmento de Informática para encontrar notebooks em promoção, e monitore os preços online em comparadores, pois a variação de preço de notebook pode ser grande tanto de loja para loja quanto de preços num mesmo produto na mesma loja dia a dia.

Também fique atento a cupons de desconto em notebooks, pois o preço final pode cair consideravelmente e seu bolso com certeza vai agradecer. Aqui no iCupom você também pode receber dinheiro de volta, uma parte do que gastar na compra do seu laptop em lojas parceiras de volta na sua conta, uma economia a mais pra você. Outra boa pedida para encontrar ofertas de notebook são as datas de descontos como a Black Friday 2016, mas você deve estar informado dos preços para não cair em armadilhas de maquiagem de preços, como ocorreu em várias lojas na última edição da Black Friday.

Cuidado também ao comprar laptops fora do Brasil ou em lojas internacionais, alguns aparelhos não oferecem garantia, você pode ter que pagar imposto em cima do valor que já pagou pelo notebook, e as vezes pode ser difícil encontrar assistência técnica e peças aqui no Brasil.

14. SISTEMA OPERACIONAL

Conhecer as características e funcionalidades de cada sistema operacional é essencial para que você tenha uma ideia a qual você se adaptará mais facilmente. A dica é escolher um sistema operacional mais atual possível e também pesquisar na internet, conversando com conhecidos que usam determinado sistema, etc. Alguns podem possuir limitações, como por exemplo, não rodar determinados programas.

É o sistema operacional que gerencia arquivos, todo o software e hardware, memória e dispositivos conectados. Todos os sistemas operacionais utilizam uma interface gráfica que permite às pessoas utilizarem o mouse para clicar sobre os ícones. Confira abaixo os principais sistemas operacionais do mercado:

Windows – Criado pela Microsoft, esse é o sistema operacional mais usado no mundo, se destaca pela sua praticidade e preço. Possui gerenciador de tarefas, que gerencia arquivos e aplicativos integrados. O Windows foi projetado especificamente em torno de uma interface touchscreen intuitiva, porém ele pode ser usado com um mouse tradicional e teclado, expandindo suas opções de navegação.

OS X – Esse é o sistema exclusivo dos Macbooks da Apple. Conta com interface elegante e fácil de usar, e para complementar as vantagens, é mais eficiente na hora de poupar a bateria. Historicamente os MacBooks tem menos problemas com vírus e malware. Porém,  os aparelhos da Apple possuem preços mais elevados do que outros laptops.

Linux – Desenvolvido pela Linus Torvaldo, esse sistema operacional conta com a colaboração de gigantes como Microsystems e Google. Entre as vantagens do sistema estão o fato de ele ser gratuito e ter sido desenvolvido para funcionar em qualquer computador. Outro grande benefício é que a maior parte dos golpes praticados contra usuários são voltados aos sistemas Windows ou OS X. A maioria dos vírus não afeta o Linux, mas isso não significa que ele seja imune a falhas.

Chrome OS – Esse é o sistema exclusivo da linha Chromebook de computadores portáteis. Esse sistema operacional executa aplicativos personalizados e programas baseados na nuvem, em vez de software tradicional. É ótimo para navegar na internet, acessar redes sociais, emails e compartilhar fotos e vídeos.

15. PLACA DE VÍDEO/CHIP GRÁFICO

Para rodar filmes ou jogos, é recomendável que você escolha um laptop com uma boa placa de vídeo, que contenha o chip gráfico. Esse é o componente que tem a função responsável por tudo aquilo que os seus olhos vão enxergar. É o chip gráfico que processa e gera as imagens que aparecem na tela do monitor, como os gráficos de jogos, imagens de aplicativos, efeitos visuais e etc.

Quando falamos de placa de vídeo, estamos falando especificamente de chips dedicados que desempenham tarefas multimídia e rodam jogos tridimensionais. Atualmente existe no mercado uma imensa variedade de modelos, preços diversos e finalidades distintas.

Dois fortes concorrentes no segmento são a ATI e a NVIDIA, responsáveis pela produção de chips que suportam gráficos em 3D. Alguns processadores (como os AMD A6, A8 e A10) já trazem chips (Radeon) preparados para entregar alguma performance adicional em jogos. Em geral, notebooks equipados com chips Intel trazem as GPUs Intel HD Graphics (que até rodam muitos jogos). Porém, se você quer um laptop para rodar jogos pesados, o melhor é escolher os chips mais poderosos.

Fonte: www.cashola.com.br

Be the first to comment

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.