Diodo como funciona e como testar e onde usar

Diodo como funciona e como testar e onde usar

Existem diversas dúvidas em relação aos diodos inclusive sobre o funcionamento quais são eles e também a forma de usá-los. Nesta postagem iremos mostrar todos os detalhes sobre o funcionamento dos diodos que você gostaria de saber.

Diodo como funciona e como testar e também onde pode ser usado teste prático

Nesta postagem e mostrado em detalhes o funcionamento de um diodo, o esquema elétrico do mesmo, como identifica-lo, forma de passagem de corrente, modelos de ponte retificadoras entre outros.

Nosso objetivo e mostrar na prática como um diodo funciona e faz o bloqueio da corrente, um simples testador e usado para fazer essa demonstração o testador e apenas um led pilhas e fios, muito simples onde você pode fazer na sua casa facilmente.

Diodo semicondutor é um elemento ou componente eletrônico composto de cristal semicondutor de silício ou germânio numa película cristalina cujas faces opostas são dopadas por diferentes materiais durante sua formação, que causa a polarização de cada uma das extremidades.

É o tipo mais simples de componente eletrônico semicondutor, usado como retificador de corrente elétrica entre outras aplicações, possui uma queda de tensão de, aproximadamente, 0,3 V (germânio) e 0,7 V (silício).

Comportamento em circuitos
O diodo é um componente elétrico que permite que a corrente atravesse-o num sentido com muito mais facilidade do que no outro, o tipo mais comum de diodo é o diodo semicondutor, no entanto existem outras tecnologias de diodos semicondutores os quais são simbolizados em diagramas esquemáticos como mostrado no vídeo. O termo “diodo” é habitualmente reservado a dispositivos para sinais baixos, com correntes iguais ou menores.

Quando colocado em um simples circuito bateria-lâmpada, o diodo permite ou impede corrente através da lâmpada, dependendo da polaridade da tensão aplicada, como o teste feito com a inversão do diodo feita no esperimento de nosso vídeo.

O diodo funciona como uma chave de acionamento automático (fechada quando o diodo está diretamente polarizado e aberta quando o diodo está inversamente polarizado). A diferença mais substancial é que, quando diretamente polarizado, há uma queda de tensão no diodo muito maior do que aquela que geralmente se observa em chaves mecânicas (no caso do diodo de silício, 0,7 V). Assim, uma fonte de tensão de 10 V, polarizando diretamente um diodo em série com uma resistência, faz com que haja uma queda de tensão de 9,3 V na resistência, pois 0,7 V ficam no diodo. Na polarização inversa, acontece o seguinte: o diodo faz papel de uma chave aberta, já que não circula corrente, não haverá tensão no resistor, a tensão fica toda retida no diodo, ou seja, nos terminais do diodo há uma tensão de 10 V.

A principal função de um diodo semicondutor, em circuitos retificadores de corrente, é transformar corrente alternada em corrente contínua pulsante. Como no semiciclo negativo de uma corrente alternada o diodo faz a função de uma chave aberta, não passa corrente elétrica no circuito (considerando o “sentido convencional de corrente”, do “positivo” para o “negativo”). A principal função de um diodo semicondutor, em circuitos de corrente contínua, é controlar o fluxo da corrente, permitindo que a corrente elétrica circule apenas em um sentido.

Testes com o diodo
Os diodos assim como qualquer componente eletrônico, operam em determinadas correntes elétricas que são especificadas em seu invólucro ou são dadas pelo fabricante em folhetos técnicos. Além da corrente a tensão inversa (quando o diodo está polarizado inversamente) também é um fator que deve ser analisado para a montagem de um circuito e que tem suas especificações fornecidas pelo fabricante. Se ele for alimentado com uma corrente ou tensão inversa superior a que ele suporta, o diodo pode ser danificado, ficando em curto ou em aberto. Utilizando de um ohmímetro ou um multímetro com teste de diodo, pode-se verificar se ele está com defeito.

Colocando-se as pontas de prova desses aparelhos nas extremidades do diodo (cátodo e ânodo), verifica-se que existe condução quando se coloca a ponteira positiva no ânodo e a negativa no cátodo, além de indicar isolação quando ocorre o inverso, assim o diodo está em perfeitas condições de operação e com isso é possível a localização do cátodo e do ânodo, porém se os aparelhos de medição indicarem condução dos dois caminhos do diodo, ele está defeituoso e em curto.

 

 

Conheça também o funcionamento da ponte retificadora clicando aqui.

 

 

 

Inscreva-se em nosso canal do Youtube clicando aqui.

Curta nossa Fanpage no facebook para que você possa acompanhar sempre nosso conteúdo clique aqui.

DÚVIDAS – Você que tem dúvida sobre qualquer conteúdo de nosso blog ou mesmo de nosso canal, poderá tirar suas dúvidas diretamente em nosso grupo no facebook entre pessa permissão para entrar e deixe sua dúvida clicando aqui.

Siga-nos no Twiter e acompanhe nossas postagens e conteúdos super interessantes clicando aqui.

Aguardamos sua interação com nossas redes sociais obrigado!!!

Be the first to comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.